Ferrari F1 & Racing Collection nº 118 – 512S.

Essa é a miniatura da Ferrari 512 S que correu nas 12 horas de Sebring em 1970 com os italianos Ignazio Giunti, Nino Vaccarella e o ítalo-americano Mario Andretti.

Andretti liderava com uma boa vantagem a outra Ferrari número 19, mas um problema na transmissão fez com que o carro não terminasse a prova. Então a Ferrari designou ele a levar o carro 21 numa frenética perseguição, as 2 Porsches que liderava a corrida fazendo o trio vencer a prova com 248 voltas.

Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/1970_12_Hours_of_Sebring

DSC_3277

Um vídeo com um resumo da prova.

Anúncios

Fujimi Ferrari 126C2 1:20.

Esse é o kit da Ferrari 126C2 que o canadense Gilles Villeneuve e o francês Didier Pironi correram em 1982.

Projetado por Harvey Postlethwaite e Mauro Forghieri, foi um desenvolvimento do modelo anterior sendo bastante competitivo, mas a disputa interna entre seus pilotos pois tudo a perder.

Villeneuve morreu nos treinos para o GP da Bélgica sendo substituído pelo francês Patrick Tambay a partir do GP da Holanda.

Pironi sofreu um grave acidente nos treinos para o GP da Alemanha encerrando sua carreira na F1, sendo substituído pelo americano Mario Andretti nas corridas da Itália e Las Vegas.

Pironi venceu 2 corridas (San Marino e Holanda) e foi vice-campeão com 39 pontos.

Tambay venceu o GP da Alemanha e foi o 7º colocado com 25 pontos.

Com o 2º lugar no GP de San Marino, Villeneuve terminou o campeonato na 15ª colocação com 6 pontos.

E Andretti foi o 19º colocado com 4 pontos conquistados pelo 3º lugar no GP da Itália.

A Ferrari foi a campeã de construtores com 74 pontos e seria de pilotos também, mas o destino não permitiu…

Fonte: http://www.f1technical.net/f1db/cars/494/ferrari-126c2?sid=d1fc220507700ed665f3d92a654af8df

DSCN5415

AMT Penske PC-6 Norton Spirit 1:25.

Uma coisa que gosto muito de fazer é passar pelas lojas de usados para ver se acho algo interessante.

Passei ontem no Shopping Aeon Kuwana e fui na Book Off que inaugurou recentemente e por pura sorte encontrei esse kit.

É a Penske PC-6 que correu em 1978 nas 500 millhas de Indianápolis.

Esse kit está em muito bom estado e só achei uma falha na questão do piloto pois pelo que apurei no site da Indycals, foi Tom Sneva e não Bobby Unser que pilotou essa versão.

Mas não tem problema pois no mesmo site descobri que dá para fazer as versões do Mario Andretti e do Rick Mears também.

Agora é só escolher quem e encomendar os adesivos…

DSC_3606

DSC_3607

Hasegawa Lotus 79 & Etching Parts 1:20.

Esse é o kit da Lotus 79 que Mario Andretti ganhou o GP da Alemanha de 1978.

Projetado no final de 1977 por Colin Chapman, Geoff Aldridge, Martin Ogilvie, Tony Rudd e Peter Wright foi o primeiro carro de F1 a aproveitar plenamente o efeito solo.

Andretti foi campeão com 64 pontos e 6 vitórias (Argentina com Lotus 78, Bélgica, Espanha, França, Alemanha e Holanda).

A equipe foi campeã de construtores com 115 pontos.

A folha de decalques vem com a opção do carro de Ronnie Peterson.

Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Lotus_79

DSC_0713

Comprei também o Etching Parts.

DSC_5775

Esse seria um grande lançamento, mas a Tamiya lançou o mesmo modelo na mesma época. Acho que isso inibiu a Hasegawa em lançar novos modelos de F1…

Tamiya Porsche 962C 1:24.

Esse é o kit da Porsche 962C que chegou em 2º lugar nas 24 Horas de Le Mans de 1988 com os pilotos alemães Hans-Joachim Stuck, Klaus Ludwig e o inglês Derek Bell no carro nº 17.

A folha de decalques vem com a opção do carro nº 18 do francês Bob Wollek, do sul-africano Sarel van der Merwe e o australiano Vern Schuppan que não terminaram a corrida e do carro nº 19 dos americanos Mario Andretti, Michael Andretti e John Andretti que chegaram na 6ª colocação.

Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Porsche_962

DSCN5422

Tamiya Lotus Type 79 1978 1:20.

Esse é o kit da Lotus 79 que correu em 1978 com Mario Andretti e Ronnie Peterson.

Projetado no final de 1977 por Colin Chapman, Geoff Aldridge, Martin Ogilvie, Tony Rudd e Peter Wright foi o primeiro carro de F1 a aproveitar plenamente o efeito solo.

Apelidado de Black Beauty pela imprensa e fãs, o Lotus 79 foi imediatamente competitivo na sua estréia em Zolder na Bélgica.

Andretti fez a pole com mais de 1 segundo de vantagem e venceu a corrida confortavelmente.

Mário Andretti foi campeão com 64 pontos e 6 vitórias (Argentina com Lotus 78, Bélgica, Espanha, França, Alemanha e Holanda).

Ronnie Peterson foi vice com 51 pontos e 2 vitórias (África do Sul com Lotus 78 e Áustria).

A equipe foi campeã de construtores com 115 pontos.

Após a morte de Peterson dias depois do GP da Itália, Jean Pierre Jarier foi seu substituto nos GPs dos EUA e Canadá.

Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Lotus_79

DSC_6582

DSC_6585

Comprei o PE desse kit e falta comprar uma folha de decalques da JPS pra ficar completo.

Kyosho Lotus 81 Ford 1:64.

Tem 2 coleções que comecei mas não consegui terminar, ambas da Kyosho.

Uma delas é da McLaren e a outra da Lotus.

Eram vendidas nas lojas de conveniência daqui do Japão no formato caixa surpresa.

Eram 24 carros cada e dependendo da sorte dava para fazer as duplas de cada modelo.

Essas são as miniaturas que Mario Andretti e Elio de Angelis correram no mundial de 1980.

Ao contrário de seus ilustres antecessores era um modelo “asa” convencional feito para gerar uma grande quantidade de downforce mas sofreu com problemas de acerto.

Seu melhor resultado foi um 2º lugar no GP do Brasil de 1980 com de Angelis e esse modelo foi usado até a 5ª etapa do mundial de 1981 quando foi substituído pelo polêmico Lotus 88.

Nigel Mansell estreou na Fórmula 1 pilotando o 3º carro da equipe.

DSC_6613

DSC_0121

Editei esse post porque encontrei a miniatura do carro do Andretti numa loja de usados em Suzuka.

%d blogueiros gostam disto: